43LeoParda

Quando andávamos à procura de uma banda para a primeira noite do simplesmente… Vinho 2015, o “nosso” SKREI, Pedro Jervell, disse: “Eu tenho uma banda”. Claro, ficamos entusiasmados. E… simplesmente… contrato fechado. Só depois é que fomos ouvir os Leo Parda e os Daltónicos. Que misturam, qual blend, experiência e novidade, vinho e arte.

É assim como, a modos de que, tipo ah, nós é mais, simplesmente… a estreia mundial, em conjunto, dela e deles.

P: Desde o Ar de Rock do Rui Veloso, o Porto tem tido muitas e boas bandas de rock’n’roll (no sentido lato!, cabe aqui toda a música moderna). Como vêm a cena musical portuense hoje em dia?
R: Nesse época a música era livre. Mas, durante todo esse período um nome se destacou, por ter feito mais pela música portuguesa do que alguém poderia imaginar. Foi Filipe Filgueiras, sem Filgueiras, simplesmente… nada da cena atual existiria…

P: Gatinha e os Coloridos?
R: Leo Parda e os Dáltónicos. Era o nome que o Filipe queria.

Mais informação:
stopleonor@gmail.com | 932 674 665

‪#‎simplesmentevinho‬

« »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>